Belo Monte na berlinda

E continuam o impasse da construção da Belo Monte:

Governo brasileiro diz que OEA foi precipitada sobre construção da usina

A decisão da Organização dos Estados Americanos (OEA) no começo desse mês, que deu prazo de 15 dias para o governo brasileiro adote uma série de medidas em defesa da proteção dos povos indígenas da Bacia do Rio Xingu, onde está prevista a construção da Usina Hidrelétrica Belo Monte, foi considerada precipitada pelo governo brasileiro.

O Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty, respondeu terça passada, por meio de nota oficial, que governo recebeu com “perplexidade” a recomendação, além de considerá-la injustificável. “O governo brasileiro considera as solicitações da CIDH precipitadas e injustificáveis”, diz a nota. “O governo brasileiro tomou conhecimento, com perplexidade, das medidas que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) solicita que sejam adotadas”, acrescenta.

No documento, a OEA recomenda que nenhuma obra seja feita na região até o cumprimento de algumas medidas como a realização de consulta com as comunidades indígenas afetadas, a disponibilização dos estudos de impacto ambiental e a adoção de medidas para proteção da integridade pessoal dos povos indígenas, além de programas de prevenção à disseminação de epidemias e doenças.

A decisão da CIDH é uma resposta à denúncia encaminhada, em novembro de 2010, por entidades como Movimento Xingu Vivo Para Sempre, Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), Prelazia do Xingu, Conselho Indígena Missionário (Cimi), Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH), Justiça Global e Associação Interamericana para a Defesa do Ambiente (Aida).

De acordo com a denúncia, as comunidades indígenas e ribeirinhas da região não foram consultadas de forma apropriada sobre o projeto.

Se a construção for aceita Belo Monte será a maior hidrelétrica totalmente nacional e a terceira maior do mundo. A usina terá capacidade instalada de 11,2 mil megawatts de potência e reservatório com área de 516 quilômetros quadrados. Até o momento, o empreendimento tem apenas uma licença parcial do Ibama para iniciar o canteiro de obras.

 

Fonte:Revista Terra da Gente

By : Jack Araújo

 

Eu particularmente estou sempre buscando noticias sobre a Belo Monte,por achar essa construção totalmente desfavorável as causas ambientais e sociais,já que um dos principais afetados será o povo indígena daquela região.E hoje recebi mais um email que trata desse assunto.Nesse ,de dois dias atrás a  OEA (que é uma das mais respeitadas organizações inter-governamentais)pediu dessa vez que o Brasil que interrompessem de vez com a construção da Belo Montel. A OEA dessa vez falou que alertou  que o Brasil pode estar violando tratados inter-americanos se prosseguir com esta barragem desastrosa.

Achei a decisão muito plausível quem sabe assim com toda essa pressão internacional , nós teremos a chance de finalmente parar Belo Monte.

Vale ressaltar que a Belo Monte  é um projeto de construção de uma usina hidrelétrica previsto para ser implementado em um trecho de 100 quilômetros no Rio Xingu , no estado do Pará  Sua potência instalada será de 11.233 , o que fará dela a maior usina hidrelétrica inteiramente brasileira, visto que a hidrelétrica de Itaipu está localizada na fronteira entre Brasil e Paraguai.Mas  apesar de ser a terceira maior hidrelétrica do mundo, ela seria a menos produtiva, gerando apenas 10% da sua capacidade no período da seca, de julho a outubro.A hidrelétrica iria inundar 64.000 hectares da floresta, impactar centenas de quilômetros do Rio Xingu e expulsar mais de 40.000 pessoas, incluindo comunidades indígenas de várias etnias que dependem do Xingu para sua sobrevivência. O projeto de R$30 bilhões é tão economicamente arriscado que o governo precisou usar fundos de pensão e financiamento público para pagar a maior parte do investimento.Mesmo assim a presidente Dilma  ignorou totalmente o  apelo do povo indígena residentes naquela região que pode ser inundada e mais uma vez no Brasil foi colocado  os  grandes interesses financeiros de empreiteiras acima da preservação ambiental e de qualquer outra coisa.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Notícias

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: