Arquivo para fevereiro 2011

Entrem em contato conosco!

28/02/2011

Como prometido, aqui está o e-mail do Biogalera: biogalerablog@yahoo.com

Qualquer dúvida, pergunta, sugestão ou foto que vocês queiram compartilhar conosco, poderá ser enviado para este endereço, ok?

Estamos aguardando fotos, para a categoria “Foto da Semana”.

Contamos com a participação de vocês queridos leitores.

Beijos e Boa Semana.

 

Anúncios

Novidade BioGalera: Foto da Semana

22/02/2011

Olá queridos! Como prometido o Blog agora em março ganhará uma roupagem diferente. Como uma das primeiras mudanças que já podemos adiantar à vocês vem aí uma novidade: A foto da semana. Toda semana elegeremos e colocaremos uma foto relacionada com a natureza e o ambiente em geral.

Poderão ser fotos tiradas por nós e também por vocês Bioleitores! Em breve estaremos disponibilizando à vocês o e-mail do Biogalera para que vocês também possam enviar as suas fotos.

Com isso partilharemos os nossos diferentes modos de enxergar e apreciar o que Deus nos deu de tão precioso: a natureza!

Para começar, colocarei uma foto que tirei Domingo dia 20/02 na calçada da casa do meu namorado. Reparem em tamanho colorido que essa pequena borboleta possui, tão pequena e tão bela!

Espero que vocês gostem da novidade e que participem! Essa é uma maneira de aproximação entre nós!

Em breve uma nova foto!

Beijos.

Post by: Alzira Farias

ps: se estiverem com dificuldade em visualizar a foto, cliquem na imagem que ela abrirá maior.

Sem Petrobrás,o Instituto Baleia Jubarte suspende pesquisas

10/02/2011

Olá bioleitores estava meio em falta com vocês, mas já estou à tona de volta. E hoje vim postar pra vocês, biólogos ,sobre o mal momento que os projetos de conservação de mamíferos aquáticos estão passando.O fato é que ate o momento a Petrobras não renovou seu convenio com alguns desses projetos ,como é o caso do Instituto Baleia Jubarte-o IBJ,que hoje esta “sofrendo “ com essa situação.

O maior centro de conservação de baleias no Brasil, o Instituto Baleia Jubarte, demitiu metade de seus funcionários e suspendeu suas pesquisas. O motivo é a falta de repasse de verbas da Petrobras, principal patrocinadora de suas atividades.

Situações semelhantes atravessam três outras organizações de pesquisa de animais marinhos: a Fundação Mamífera Aquáticos, o Projeto Golfinho Rotador (ambos em Pernambuco) e o Projeto TAMAR, na Bahia.

Todos eles aguardam desde setembro a renovação de convênios com a Petrobras, que diz estar analisando os resultados obtidos pelos projetos entre 2007 e 2010 “para definir a melhor forma de continuidade das parcerias”.

Os projetos foram “adotados” pela estatal por lidarem, desde os anos 1980, com a conservação de chamadas “espécies-bandeira”, animais grandes e carismáticos, com os quais o público se identifica facilmente.

Dos quatro projetos, apenas o TAMAR (de conservação de tartarugas-marinhas) tem uma parcela significativa de renda própria. Todos os outros tiram 50% ou mais de sua receita da Petrobras.

A situação mais crítica é a do Baleia Jubarte. Cerca de 60% da receita da ONG vem do convênio. Com o fim do repasse, 18 funcionários (de 42) foram demitidos e o centro de visitantes, na Praia do Forte, será fechado no dia 20. Apenas dois cientistas permanecem no instituto, na base de Caravelas, sul da Bahia.

“Demiti de faxineira a coordenador de pesquisa”, diz a diretora-presidente do instituto, Márcia Engel. Ela não quis dar detalhes sobre os prejuízos para o projeto.

A FMA (Fundação Mamíferos Aquáticos), que tocava o Projeto Peixe-Boi Marinho em Itamaracá, Pernambuco, também demitiu funcionários devido ao atraso no repasse da Petrobras.

A fundação já vinha enfrentando problemas desde abril do ano passado, quando o ICMBIO (Instituto Chico Mendes, do governo) rompeu uma parceria que tinha com ela –acusando a FMA de má gestão de recursos. Na época, 11 pessoas foram demitidas. Agora, mais sete.

A fundação depende da renovação do convênio para estender atividades de pesquisa do peixe-boi marinho aos litorais de Pará e Amapá.

A Petrobras afirmou que os quatro projetos compõem “um planejamento estratégico integrado”, sujeito a revisão a cada três anos. A empresa disse estimular que os projetos possam se financiar sozinhos, “para garantir a continuidade dos benefícios gerados após o encerramento do contrato de patrocínio”

Fonte:Jornal-A Folha

Post By : Jack Araújo

Ai essa notícia é realmente triste. Não sei o motivo de não haver renovação ,mas esses convênios são de suma importância para esses projetos.Fico triste pois conheço todos esses projetos e sei o quão eles são importantes para a preservação desses mamíferos aquáticos ,sem falar no milhares de funcionários e biólogos que dão um bom tempo de sua vida para se dedicarem a esses projetos.Espero que essa situação seja temporária e que logo esses projetos voltem com força total.

Canibalismo entre “calangos de parede”

10/02/2011

Primeiramente gostaria de lamentar pela minha ausência do blog durante esse tempo de férias, em breve o Biogalera virá com uma nova cara, com muito mais curiosidades, artigos, novidades dos autores do blog, etc.

Então Biogalera!

Hoje eu começo compartilhando com todos vocês um fato extremamente curioso que observei na minha casa. E além de trazer informações científicas, técnicas, dentre outras, o Nosso blog tem a função de compartilhar essas coisas inusitadas e ao mesmo tempo tão belas na natureza e às vezes nem tão belas assim… srsr … Como a que pude presenciar hoje pela manhã.

Trata-se de um caso de canibalismo entre os vulgarmente chamados “calangos de parede”, mas antes de descrever toda essa historia seria interessante que nós soubéssemos um pouco mais sobre esse cara tão comum no nosso cotidiano que às vezes passa despercebido aos nossos olhos.

“O calango de parede” é denominado cientificamente como Tropidurus SP, sendo pertencente à família Tropiduridae, esse cara é muito comum em toda América do sul e principalmente no Brasil. É um pequeno lagarto que consegue andar como as lagartixas pelas paredes e troncos de árvores em posição vertical, embora suas patas tenham outro tipo de formação preênsil. Tem hábitos diurnos. Rápido nos movimentos, e sob calor fica muito mais ativo, e é comum vê-lo balançando a cabeça para cima e para baixo (movimento que os nordestinos denominam como calaguear) Além do mais são animais ovíparos e esses caras podem atingir até 30 cm de tamanho.

Canibalismo entre Tropidurus sp observado na minha residência

Mas afinal, do que se trata esse tal canibalismo, como vocês estão podendo observar na figura acima. O canibalismo é uma relação entre indivíduos da mesma espécie. No canibalismo, um animal mata outro da sua própria espécie para se alimentar. A aranha viúva-negra e a fêmea do louva-a-deus são exemplos de canibalismo. Em ambos os casos, as fêmeas devoram os machos após a cópula (ato sexual). Contrariamente ao que acontece no nosso caso, onde uma espécie adulta se alimenta de um jovem ainda. Isso é muito comum entre essa espécie, porém eu nunca havia presenciado fato tão interessante.

Mas vocês devem está pensando, tadinho do filhote, acabou sendo devorado pelo maior! Pois estão profundamente enganados, hoje a caça se sobressaiu em relação ao caçador, Em um momento de distração a presa conseguiu se soltar e ir embora, mas isso é raro, trata-se da lei da evolução das espécies, onde o mais forte eliminam os menos aptos, ou no caso se trate apenas de uma escassez de alimento, fazendo com que o calando maior visse uma boa refeição no pequeno Tropidurus. Mas o bacana mesmo foi poder ter presenciado cena tão incrível na minha própria casa e ter a oportunidade de compartilhar com vocês … rsrs

Tropidurus sp menor perto de conseguir fugir do maior

Espero que tenha gostado de conhecer um pouco mais sobre o nosso querido e conhecido Tropidurus sp, além de ter ficado um pouco mais dentro do assunto de canibalismo e melhor de tudo, poder visualizar esses dois fatos, ou seja, Canibalismo entre Tropidurus sp. Muito obrigado por lerem e estamos sempre abertos a sugestões, dúvidas, curiosidades de todos nossos irmãos leitores.

By Kássio Castro

Fonte: http://www.plantasdeaquario.com/zoo23.htm ;

http://pt.wikipedia.org/wiki/Canibalismo;

http://educar.sc.usp.br/ciencias/ecologia/associa.html

Jogos virtuais melhoram a atenção e a memória, segundo especialistas

09/02/2011

Galera, primeiramente gostaría de agradecer e dizer que vocês são SHOW! Ainda que sem novas postagens, estamos recebendo muitas visitas por dia! Obrigada mesmo! É essa assiduidade de vocês que nos faz ter motivação para continuar! As férias aqui do blog estão quase acabando, em breve voltaremos a postar com mais frequência, como de costume. Bom, essa matéria é super interessante… aliás, eu particularmente, gosto muito de jogos virtuais, vez por outra me pego jogando, nas horas vagas. Aí vai a matéria completa.

“Segundo especialista, jogos para a mente melhoram o desempenho quando praticados regularmente por pelo menos três meses

Seja pelo excesso de informação ou pelo ritmo de vida alucinante, você já deve ter parado um instante e esquecido o que estava procurando ou o que ia falar. A memória é infinita, mas precisa ser treinada para ter rápido acesso às informações escondidas no seu cérebro.

Com esta necessidade crescente para não perder tempo no seu dia a dia (lembrando onde deixou os óculos, por exemplo) ou no trabalho, surgiram diversos jogos especializados na tarefa. As “academias virtuais” prometem exercitar as funções do cérebro e deixá-lo melhor do que nunca. Mas estes jogos para a mente realmente funcionam?

As pesquisas científicas divergem, algumas afirmam que há melhoras, especialmente em pacientes com problemas de memória como o Alzheimer, outras não indicam ganhos significativos.

“Existem muitas pesquisas sobre o desenvolvimento do cérebro e jogos computadorizados, mas ainda não há provas científicas que possam esclarecer se eles são eficientes”, conta a neurocientista Mirna Wetters Portuguez, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Franck Tarpin-Bernard, chefe de tecnologia da Scientific Brain Training, que possui o site de games para o cérebro Happy Neuron, afirma que os jogos são eficientes porque foram desenvolvidos para exercitar adequadamente áreas específicas do cérebro. O jogo pode ser um caça-palavras ou uma batalha naval, que estimula em níveis diferentes as funções cognitivas memória, atenção, linguagem, raciocínio lógico e visão espacial.

“Exercitamos regularmente áreas específicas do cérebro como memória e atenção, e temos programas interativos, em que existem níveis de dificuldade, então é possível ser desafiado constantemente e, assim, não desistir e melhorar suas funções cognitivas”, explica Tarpin-Bernard.

Portuguez concorda que os jogos virtuais melhoram o desempenho cognitivo, mas não há muita diferença em relação aos demais videogames.

“Jogos computadorizados funcionam como efeito estimulador no desenvolvimento intelectual, permitem maior flexibilidade de raciocínio, desafiam nosso funcionamento executivo, ajudam a treinar e estimular o pensamento lógico, o planejamento estratégico, a solução de problemas, a tomada de decisões, o reconhecimento de erros, a enfrentar situações novas, a inibir reações habituais quando se mostram inadequadas para o momento e o raciocínio dedutivo”, elenca.

Todas essas funções estão localizadas no lobo frontal, especialmente no córtex pré-frontal, que é responsável por essas manifestações cognitivas e comportamentais.

Por outro lado, ela acredita que os jogos não substituem relações sociais, que desenvolvem outras áreas do cérebro. “No entanto, essas habilidades são menos produtivas em algumas funções cognitivas muito importantes como linguagem, incluindo compreensão e expressão verbal, leitura, escrita e alguns aspectos comportamentais, como interagir com o mundo real, com as pessoas, tanto no âmbito afetivo como social”, pondera.

Sudoku

Sabe-se que várias atividades podem estimular e treinar o cérebro, como jogos de baralho, palavras-cruzadas, xadrez e a leitura. Em uma pesquisa realizada com mais de 5.000 chineses idosos, comparou-se grupos com diferentes atividades de lazer, como assistir à TV, ler e jogar Mahjong (considerado um jogo das 100 inteligências). Os idosos que tinham o hábito do jogo e da leitura apresentaram risco menor de prejuízos cognitivos.

Tarpin-Bernard diz que estes jogos ajudam a fortalecer ligações no cérebro, mas que elas não são usadas para funções do dia a dia. “A pessoa quer ter uma memória melhor para lembrar o que tem q comprar no supermercado, para coisas do dia a dia. Jogando muito sudoku o máximo que você vai conseguir é ser um expert em sudoku”, ironiza.

O grande diferencial, segundo ele, é que os jogos para o cérebro combinam funções cognitivas diferentes e aumentam a dificuldade gradativamente, o que permite a criação de novas conexões para se chegar à informação. “Os games ensinam como focar sua atenção e melhorar a concentração e ainda desenvolvem técnicas de memorização que você já usa naturalmente”, explica.

Pesquisa

Uma das principais pesquisas sobre a eficiência dos jogos para mente foi realizada pela BBC. A “Lab UK” Bang Goes the Theory testou cerca de 11 mil pessoas. Elas tinham que fazer determinadas atividades, no mínimo 10 minutos ao dia, três vezes na semana, por seis semanas. No final, as pessoas que realizaram treino cerebral e as que simplesmente usaram a internet durante mesmo tempo tiveram ganhos cognitivos semelhantes.

“Eles observaram melhoras progressivas no desempenho no jogo, mas os ganhos cognitivos não acompanharam essa ‘performance’. Não identificaram melhoras no raciocínio geral, nas funções de memória, planejamento e nem nas habilidades visuais e espaciais”, lembra a neurocientista.

A resposta dos especialistas em jogos para a mente não diverge da conclusão da própria pesquisa: é necessário mais tempo de atividade para verificar benefícios no funcionamento cognitivo. “Um período curto, como foi feito na pesquisa em questão, não é suficiente para produzir modificações consistentes no cérebro”, analisa Portuguez.

Para o especialista em jogos para a mente, para se começar a ter resultados é necessário pelo menos 90 dias de treinamento regular, com 20 minutos a cada 2 dias”.

Fonte: Uol Ciência e Saúde – Notícias, Texto de Lilian Ferreira.

Galera, não sei se onde vocês moram está acontecendo isso, mas acredito que sim… Basta ligar a TV e a gente vê notícias sobre as chuvas fortes que estão ocorrendo por todo o Brasil. Aqui no meu estado (Piauí) as consequências não estão sendo tão trágicas como no Rio de Janeiro, mas estão deixando as clínicas e hospitais cheios, por conta das viroses trazidas com as mudanças climáticas. Elas não atacam somente um público alvo, mas por terem o organismo mais sensível e costumeiramente não se protegerem das mudanças de temperatura, as crianças estão mais sujeitas a elas, como é o caso do meu sobrinho Davi, que de uma hora para outra ficou ruim. Os sintomas são basicamente vômitos, diarréia, tosse, gripe, dor de garganta e febre. Como modos de prevenção nós devemos evitar os choques térmicos e principalmente, fugir de aglomerações e nos mantermos hidratados. Em época de chuva também é necessário ficar atento contra a dengue, nada de deixar água acumulada! DENGUE MATA, PESSOAL! Ok?

 

Post by: Alzira Farias

Um beijo à todos, até breve!