Petição contra a criação da Usina de Belo Monte

Olá amigos Bioleitores, peço desculpas a todos pela falta de atualizações aqui no blog, mas vocês sabem como é né?Nem sempre temos disposição e tempo para postar todos os dias. Mas enfim hoje vim pedir a colaboração de todos vocês,para assinarem  na petição de emergência para Dilma parar Belo Monte.Temos que conseguir  300.000 assinaturas,mas as coisas estão indo bem, já que mais de 150.000 pessoas já assinaram a petição,por isso galera assina ai…

Embaixo vai para vocês, o site para assinar e alguns links sobre outras matérias que falam do assunto.

O Presidente do IBAMA se demitiu na quarta-feira passada devido à pressão para autorizar a licença ambiental de um projeto que especialistas consideram um completo desastre ecológico: o Complexo Hidrelétrico de Belo Monte.

A mega usina de Belo Monte iria cavar um buraco maior que o Canal do Panamá no coração da Amazônia, alagando uma área imensa de floresta e expulsando milhares de indígenas da região. As empresas que irão lucrar com a barragem estão tentando atropelar as leis ambientais para começar as obras em poucas semanas.

mudança de Presidência do IBAMA poderá abrir caminho para a concessão da licença – ou, se nós nos manifestarmos urgentemente, poderá marcar uma virada nesta história. Vamos aproveitar a oportunidade para dar uma escolha para a Presidente Dilma no seu pouco tempo de Presidência: chegou a hora de colocar as pessoas e o planeta em primeiro lugar. Assine a petição de emergência para Dilma parar Belo Monte – ela será entregue em Brasília, vamos conseguir 300.000 assinaturas:

https://secure.avaaz.org/po/pare_belo_monte/?vl

Abelardo Bayma Azevedo, que renunciou à Presidência do IBAMA, não é a primeira renúncia causada pela pressão para construir Belo Monte. Seu antecessor, Roberto Messias, também renunciou pelo mesmo motivo ano passado, e a própria Marina Silva também renunciou ao Ministério do Meio Ambiente por desafiar Belo Monte.

A Eletronorte, empresa que mais irá lucrar com Belo Monte, está demandando que o IBAMA libere a licença ambiental para começar as obras mesmo com o projeto apresentando graves irregularidades. Porém, em uma democracia, os interesses financeiros não podem passar por cima das proteções ambientais legais – ao menos não sem comprarem uma briga.

A hidrelétrica iria inundar 64.000 hectares da floresta, impactar centenas de quilômetros do Rio Xingu e expulsar mais de 40.000 pessoas, incluindo comunidades indígenas de várias etnias que dependem do Xingu para sua sobrevivência. O projeto de R$30 bilhões é tão economicamente arriscado que o governo precisou usar fundos de pensão e financiamento público para pagar a maior parte do investimento. Apesar de ser a terceira maior hidrelétrica do mundo, ela seria a menos produtiva, gerando apenas 10% da sua capacidade no período da seca, de julho a outubro.

 

Uma parte do rio,que pode acabar com a criação da usina

 

Os defensores da barragem justificam o projeto dizendo que ele irá suprir as demandas de energia do Brasil. Porém, uma fonte de energia muito maior, mais ecológica e barata está disponível: a eficiência energética. Um estudo do WWF demonstra que somente a eficiência poderia economizar o equivalente a 14 Belo Montes até 2020. Todos se beneficiariam de um planejamento genuinamente verde, ao invés de poucas empresas e empreiteiras. Porém, são as empreiteiras que contratam lobistas e tem força política – a não ser claro, que um número suficiente de nós da sociedade, nos dispormos a erguer nossas vozes e nos mobilizar.

A construção de Belo Monte pode começar ainda em fevereiro.O Ministro das Minas e Energia, Edson Lobão, diz que a próxima licença será aprovada em breve, portanto temos pouco tempo para parar Belo Monte antes que as escavadeiras comecem a trabalhar. Vamos desafiar a Dilma no seu primeiro mês na presidência, com um chamado ensurdecedor para ela fazer a coisa certa: parar Belo Monte, assine agora:

https://secure.avaaz.org/po/pare_belo_monte/?vl

Acreditamos em um Brasil do futuro, que trará progresso nas negociações climáticas e que irá unir países do norte e do sul, se tornando um mediador de bom senso e esperança na política global. Agora, esta esperança será depositada na Presidente Dilma. Vamos desafiá-la a rejeitar Belo Monte e buscar um caminho melhor. Nós a convidamos a honrar esta oportunidade, criando um futuro para todos nos, desde as tribos do Xingu às crianças dos centros urbanos, o qual todos nós podemos ter orgulho.

Com esperança

Ben, Graziela, Alice, Ricken, Rewan e toda a equipe da Avaaz

Fontes:

Belo Monte derruba presidente do IBAMA:
http://colunas.epoca.globo.com/politico/2011/01/12/belo-monte-derruba-presidente-do-ibama/

Belo Monte será hidrelétrica menos produtiva e mais cara, dizem técnicos:
http://g1.globo.com/economia-e-negocios/noticia/2010/04/belo-monte-sera-hidreletrica-menos-produtiva-e-mais-cara-dizem-tecnicos.html

Vídeo sobre impacto de Belo Monte:
http://www.youtube.com/watch?v=4k0X1bHjf3E

Uma discussão para nos iluminar:
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101224/not_imp657702,0.php

Questão de tempo:
http://oglobo.globo.com/economia/miriam/posts/2011/01/13/questao-de-tempo-356318.asp

Dilma: desenvolvimento com preservação do meio ambiente é “missão sagrada”:
http://www.pernambuco.com/ultimas/nota.asp?materia=20110101161250&assunto=27&onde=Politica

Em nota, 56 entidades chamam concessão de Belo Monte de ‘sentença de morte do Xingu’: ·http://oglobo.globo.com/economia/mat/2010/08/26/em-nota-56-entidades-chamam-concessao-de-belo-monte-de-sentenca-de-morte-do-xingu-917481377.asp

Marina Silva considera ‘graves’ as pressões sobre o IBAMA:
http://www.estadao.com.br/noticias/economia,marina-silva-considera-graves-as-pressoes-sobre-o-ibama,475782,0.htm

Segurança energética, alternativas e visão do WWF-Brasil:
http://assets.wwfbr.panda.org/downloads/posicao_barragens_wwf_brasil.pdf

Todos esses fatos me deixam bastante triste, é impressionante como os empresários e os órgãos superiores só pensam em “progresso” e por causa do “progresso”, ninguém se importa se importa com a natureza e o pior ainda, com as pessoas que dela cuidam e precisam dela para sobreviver, realmente, o poder é capaz de tudo.

Tenho certeza que muitos ajudando a pensar e principalmente colaborar, o problema vai ser revertido. Não podemos ficar alheios a esses tipos de protesto ,devemos colaborar,pois sozinhos os indígenas e ribeirinhos não conseguiram lutar sozinhos,eles  precisão de  NOSSA ajuda.

E eu espero que a presidenta Dilma tenha sensibilidade e não permita que tal degradação aconteça. Pois é bem verdade que está somente nas mãos dela, impedir este ato absurdo.

Não podemos esquecer que a NATUREZA PODE SUPRIR TODAS AS NECESSIDADES DO HOMEM, MENOS A GANÂNCIA. Não podemos deixar a ganância de poucos atropelarem a felicidade de muitos, milhares…

Espero que a presidenta não se esqueça do seu discurso de posse no plenário da Câmara dos Deputados.Onde a própria falou: “ o Brasil será um dos campeões mundiais de energia limpa e de crescimento sustentável.Considero a preservação do meio ambiente como um dos compromissos centrais do governo que se inicia. “Considero uma missão sagrada mostrar ao mundo que é possível um país crescer sem destruir o meio ambiente. O Brasil continuará priorizando a preservação de suas imensas florestas”.

Manifestações contra a Usina de Belo Monte

 

By: Jack Araújo

Bom começo de  semana a todos !!!

 

Anúncios
Explore posts in the same categories: Notícias

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

3 Comentários em “Petição contra a criação da Usina de Belo Monte”

  1. Márcia Spíndola Says:

    Além de assinar a petição, o que preciso fazer para ajudar?

  2. SANTANA Says:

    A persistência governamental em construir Belo Monte está baseada numa sólida estratégia de argumentos dentro da lógica e vantagens comparativas da matriz energética brasileira. Os rios da margem direita do Amazonas têm declividades propícias à geração de energia, e o Xingu se destaca, também pela sua posição em relação às frentes de expansão econômica (predatória) da região central do país. O desenho de Belo Monte foi revisto e os impactos reduzidos em relação à proposta da década de 80. O lago, por exemplo, inicialmente previsto para ter 1.200 km2, foi reduzido, depois do encontro, para 400 km2. Os socioambientalistas, entretanto, estão convencidos de que além dos impactos diretos e indiretos, Belo Monte é um cavalo de Tróia, porque outras barragens virão depois, modificando totalmente e para pior a vida na região.
    Veja o vídeo na integra no blog.

    santanaandfriends.blogspot.com

  3. luis sausen Says:

    estou plenamente de acordo com o manifesto de paralização desta mega obra,por varios motivoos dos desastres ambientais que vão causar ,na minha cidade conbtruiram uma porcaria desta e só deu prezuizo para a cidade


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: