“Abrolhos não combina com lixo”

“Nós temos um débito imenso com nosso ecossistema marinho”.Por anos e anos o nosso mar foi visto como depósito de lixo. Se você mergulha em muitos lugares o lixo bate na sua cara no mar”, a declaração de Rômullo Melo, presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), ao O Eco na cerimônia de divulgação dos vencedores do Programa Petrobrás Ambiental ,ganhou números no Parque Nacional Marinho de Abrolhos, na Bahia. No  dia 24 de outubro, foi realizada a primeira coleta de lixo nas ilhas Redonda e Santa Bárbara. O grupo de 68 pessoas resgatou do fundo do mar e na costa do parque, em três horas de atividades, um total de 337,86 kg de resíduos. A quantidade, porém, representa apenas 1/5 do total que ainda precisa ser retirado.

Coleta de lixo em Abrolhos

“É muito grande a quantidade de lixo encontrado numa unidade de conservação como o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, onde você tem tartarugas marinhas que muitas vezes confundem os sacos plásticos com algas e baleias jubarte que têm suas caudas presas em redes. Foi um número maior do que achávamos que iríamos recolher. E que pode representar uma ameaça a biodiversidade local”, alerta Kid Aguiar, geógrafo e educador ambiental do Instituto Baleia Jubarte.

Grá fico dos principais lixos que foram coletados em Abrolhos

Numa parceria entre o ICMBio de Caravelas, o Instituto Baleia Jubarte, a ONG Patrulha Ecológica, o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, entre outros, a ação recolheu entre os resíduos até materiais vindos de outros países. São 8, 96 kg de lixo de procedência de 13 nações como EUA, Coréia, China, Inglaterra e até o Japão. Mas a grande quantidade vem mesmo do Brasil. Segundo Kid, ainda é difícil definir ao certo quais lugares do país mais depositam seu lixo em Abrolhos. Um levantamento revelou que o grande vilão nas águas baianas é o plástico, tendo sido recolhido com 76,9 kg, seguido do vidro, com 60,5kg. “As pessoas continuam achando que o mar é uma fonte infindável de recursos naturais e que todo o resíduo pode ser jogado para as águas de forma exagerada que não haverá consequencia para a qualidade e quantidade de vida que a gente tem no planeta”, critica ele.

Rômullo Melo acredita que uma mudança de mentalidade precisa vir à tona para que menos resíduos desçam para o fundo das nossas águas. “Precisamos rever nossa relação com o mar. Isso pressupõe repensar a ocupação da costa, organizar o processo de saneamento para que não vá lixo para o mar e principalmente material não orgânico de alta durabilidade e assim resgatar a qualidade do nosso sistema marinho em muitos lugares”, sugere. Melo disse ainda que o ICMBio pretende aumentar o pequeno número de 0,4% de unidade marinhas protegidas em toda a costa brasileira. “Nós vamos intensificar o processo de proposições de criação de unidades de conservação do ambiente marinho. Estamos acelerando nossos estudos para ampliar essas unidades”.

Enquanto essas medidas não surgem, o grupo em Abrolhos já se decidiu manter a limpeza do arquipélago. “Devemos continuar essa atividade com intervalos menores. Acho que assim conseguiremos sensibilizar a população local, regional e global para necessidade de se ter uma unidade de conservação mais preservada”.

Post by: Jacqueline Araújo

Fonte: Site Eco

É impressionante como essa triste realidade ainda acontece ,as pessoas possuem todos os meios de informações como jornais,revistas,tv, etc, mas parece que essas pessoas não estão muito preocupadas com isso.O que passa pela cabeça dessas pessoas ?Será possível que elas poderão ser sensibilizadas com a  causa ambiental?O que precisa ser feito para que revejam os seus conceitos?Sim,rever seus conceitos é uma etapa imprescindível quando se trata de “preservação”.

Tudo esta ai,todos sabem que jogar lixo no mar é algo que pode influenciar de modo totalmente negativo nos animais que ali vivem.Quase todos os dias vejo notícias de tartarugas que morrem sufocadas por arames e redes ,e não será nem um espanto se estas estiverem cheias de matérias como plásticos,pedaços de nylon, enfim,todos esses matérias que elas podem ingerir.Gente por favor,conscientizem ,esses materiais que vocês (estou falando em geral,pois não acredito que meus leitores façam esse tipo de ação)jogam no mar podem matar um animal,esses animais lindos e interessantes,que não sabem diferenciar o que é lixo de alimentos,por isso eles ingerem esses matérias e pagam preços as vezes  caro por isso.E não é justo que eles paguem a conta na nossa irresponsabilidade e principalmente pela falta de educação dessas pessoas.Todo esse lixo jogado no mar e um perigo,uma ameaça a nossa biodiversidade.

Postei essa matéria pois, achei ela bastante propicia a esse assunto e não quero falar apenas de Abrolhos,(que é simplesmente um local lindo)mas falar de uma forma geral ,falar de todo o nosso litoral.Imaginem só, se as pessoas jogam lixo em uma área que e preservada imaginem o que fazem em áreas que não são preservadas.Vocês não sabem o quanto me dói ver e falar desse assunto,eu que sou totalmente apaixonada pelo ambiente marinho e principalmente pelos animais que ali vivem.

Devemos sim,usar essa e tantas outras iniciativas que ajudam a deixar as NOSSAS praias mais limpas.medidas como coletar lixo semanalmente se possível ,ou ate mensalmente não importa,o importante é ajudarmos e principalmente tentarmos conscientizar as pessoas ,mesmo que seja o mínimo de pessoas  não importa.O importante é você colabora como puder.

Na minha cidade há esse programa de coleta de lixo nas praias e sempre que posso faço parte, é uma pena que essa iniciativa ocorre apenas alguns dias no ano…mas se você participa e sabe o quanto isso é importante,você vai levar pra vida toda e tenho certeza que assim como eu,toda vez que você for a praia e ver um lixo por perto você vai instintivamente pegar esse lixo e colocá-lo onde ele devia estar,no LIXO.Você pode achar isso pouco,mas medidas assim  ajudam e muito a preservar o nosso ecossistema.

Outra medida que para mim é sem sombra de duvidas a melhor e que somente com ela poderemos alcançar um nível de conscientização, é a EDUCAÇÃO. Sem sombra de dúvidas é a educação que começa com as crianças, e a melhoria na qualidade de educação nas escolas, é uma educação voltada também para a educação ambiental. Somente assim poderemos ajudar realmente a “salvar” o nosso planeta.Acredito realmente que toda discussão para a solução de qualquer problema no Brasil sempre começa e acaba na educação. Quando aprendermos a dar valor a essas pequenas coisas e atitudes é que teremos o alicerce necessário para a  formação de um mundo melhor.

Para todos vocês uma ótima semana!

 

 


Explore posts in the same categories: Sem categoria

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: