Arquivo para outubro 2010

Uma nova espécie é descoberta a cada três dias na Amazônia

29/10/2010

Quando vi essa matéria não posso mentir, meus olhos brilharam! rsrs Achei muito interessante e quando vi as fotos do bichos então, aí foi que fiquei empolgada mesmo. Adoro essa diversidade que a natureza possui: inúmeras espécies de bichos, plantas, cores, aromas, etc. Se a Amazônia  já era um lugar que eu queria muito conhecer, agora mais do que nunca é uma das minhas primeiras opções de destino, não só a passeio, mas se Deus quiser, um dia ela me servirá como instrumento de estudo. Oxalá esse dia chegue logo!

“A organização ambientalista internacional WWF (World Wide Fund for Nature) lançou um relatório que faz uma extensa compilação das mais de 1.200 novas espécies de animais e vegetais descobertas na Amazônia na última década.

Segundo o estudo, intitulado “Amazon Alive!” uma nova espécie foi descoberta a cada três dias na região entre 1999 e 2009.

Os números comprovam que a Amazônia é dos lugares de maior biodiversidade da Terra: foram catalogados 637 novas plantas, 257 peixes, 216 anfíbios, 55 répteis, 39 mamíferos e 16 pássaros.

“O volume de descobertas de novas espécies é incrível – e isso sem incluir o grupo dos insetos, onde as descobertas também são muitas”, afirma a coordenadora da WWF no Brasil Sarah Hutchison.

O falcão críptico (Micrastur mintoni) foi descoberto em 2002 no Estado do Pará

Foto: Andrew Whittaker

“Esse relatório mostra a incrível diversidade da vida na Amazônia e por isso precisamos de ações urgentes para que essas espécies sobrevivam.”

A rã Ranitomeya benedicta é uma das mais de 1.200 espécies foram descobertas na Amazônia entre 1999 e 2009

Fonte: Rick C. Wes

Mais de 1.200 espécies foram descobertas na Amazônia entre 1999 e 2009 – uma a cada três dias -, segundo o relatório ‘Amazon Alive’, da World Wide Fund for Nature (WWF). A rã Ranitomeya benedicta é uma dessas espécies.

A tarântula Pamphobeteus grandis chama a atenção por sua coloração lilás

Foto: Rick C. Wes

A tarântula Pamphobeteus grandis, encontrada no Amazonas e no Acre, chama a atenção por sua coloração lilás. O gênero Pamphobeteus engloba algumas das maiores aranhas do mundo.

O sagüi-do-rio-Acari está entre os 39 mamíferos catalogados

Foto: Georges Néron

O sagüi-do-rio-Acari (Mico acariensis) está entre os 39 mamíferos catalogados. O animal, descoberto em 2000, tem 24 cm de altura e pesa apenas 420 g.

Essa espécie de aranha se alimenta de pássaros

Foto: Christian Rabeling

Descoberta na Guiana Francesa em 2000, a aranha Ephebopus cyanognathus chama a atenção pelas presas azuis em contraste com o corpo marrom. Essa espécie de aranha se alimenta de pássaros.

A nova espécie de bagre, encontrada em Rondônia, vive basicamente em águas subterrâneas

Foto: Janice Muriel Cunha

A nova espécie de bagre Phreatobius dracunculus, encontrada em Rondônia, vive basicamente em águas subterrâneas. O peixe foi descoberto em poços artesianos.

A rã Hypsiboas liliae parece estar de olho em tudo

Foto: Philippe J. R. Kok

“Esse relatório mostra a incrível diversidade da vida na Amazônia. Por isso, precisamos de ações urgentes para que essas espécies sobrevivam”, diz a coordenadora da WWF no Brasil, Sarah Hutchison. Na foto, a rã Hypsiboas liliae.

Outra espécie descoberta na última década é a Martialis heureka, conhecida como a 'formiga de Marte'

Fonte: Christian Rabeling

Outra espécie descoberta na última década é a Martialis heureka, conhecida como a ‘formiga de Marte’. Ela tem até 3 milímetros de comprimento, não tem olhos e possui grandes mandíbulas.

A rã Osteocephalus castaneicola é uma das espécies conhecidas da região

Foto: Jiri Moravec

A WWF observa que a Amazônia abriga 30 milhões de pessoas e uma em cada dez espécies conhecidas. Na foto acima, a rã Osteocephalus castaneicola.

Da família dos papagaios, o Pyrilia aurantiocephala foi classificado "ameaçado"

Foto: Arthur Grosset

Da família dos papagaios, o Pyrilia aurantiocephala habita regiões próximas aos rios Madeira e Tapajós e foi classificado “ameaçado”, por causa de sua população reduzida.

O Psychrophrynella illampu é um dos novos anfíbios descobertos na floresta amazônica

Foto: Ignacio J. De la Riva

O Psychrophrynella illampu, encontrado em 2007 na Bolívia, é uma das 216 novas espécies de anfíbios descobertos na floresta amazônica nos últimos dez anos.

A Amazônia abriga a maior variedade de peixes de água doce do mundo

Foto: Kris Weinhold

O Apistogramma baensch está entre as 257 espécies de peixes descobertas nesses 10 anos no rio Amazonas e em seus afluentes. A Amazônia abriga a maior variedade de peixes de água doce do mundo.

O lagarto Anolis cuscoensis foi descoberto na amazônia peruana

Foto: Steven Poe

Segundo a WWF, 17% da floresta amazônia já foi destruída, com grande impacto sobre a biodiversidade. Na imagem, o lagarto Anolis cuscoensis, descoberto na amazônia peruana.

A Amazônia é um dos lugares com a maior biodiversidade da Terra

Foto: Andreas Fleischmann

A Amazônia é um dos lugares com a maior biodiversidade da Terra. Outra das espécies descobertas é a planta Drosera amazonica, encontrada em 2009 nos Estados do Amazonas e de Roraima.

Sucuri da Bolívia pode ter até quatro metros

Foto: José Maria Fernández Díaz-Formentí

A Eunectes beniensis é conhecida no Brasil como Sucuri da Bolívia e pode ter até quatro metros. Inicialmente, ele foi classificada como um híbrido entre duas espécies de sucuri.

Medidas urgentes são necessárias para a preservação desta grande variedade de espécies

Foto: Flávia Costa

“Uma mudança no paradigma de desenvolvimento precisa começar, com a maior urgência, para preservar a funcionalidade do bioma amazônico e sua incrível biodiversidade”, afirma Ahmed Djoghlaf, secretário-executivo da Convenção sobre Diversidade Biológica da ONU.

O peixe Compsaraia samueli foi descoberto em 2008 no rio Tocantins

Foto: William Crampton

Durante essa década, foram descobertas 637 espécies de plantas, 257 peixes, 216 anfíbios, 55 répteis, 16 pássaros e 39 mamíferos. Entre eles, está o peixe Compsaraia samueli, descoberto em 2008 no rio Tocantins.

Gostaram? Essa matéria e muitas outras no:

Fonte: http://www.verde.br.msn.com

Post by: Alzira Farias

Beijos.

 

 

PCR: Reação de Polimerização em Cadeia, pra que serve?

27/10/2010

Gente, como estamos pagando a disciplina de Biologia Molecular e estudando um assunto que achei bem bacana, apesar de um pouco detalhista, vou colocar aqui pra vocês um pouco sobre a PCR – Reação de Polimerização em Cadeia.

Reação em cadeia da polimerase (em inglês Polymerase Chain Reaction – PCR) é um método de amplificação (de criação de múltiplas cópias) de DNA (ácido desoxirribonucleico) sem o uso de um organismo vivo, ou seja, in vitro, e um dos expemplos mais utilizados é a bactéria Escherichia coli (bactéria) ou também pode-se utilizar leveduras.

História da PCR:

O processo de PCR foi descrito por Kary Mullis no final da década de 1980, tendo-lhe sido posteriormente, em 1993, atribuído o Prémio Nobel da Química pelo seu trabalho. Em 1989, a Hoffman La Roche & Perkin-Elmer Corporation patenteou este processo. O método PCR é usado habitualmente nos laboratórios de investigação médica e biológica para uma variedade de tarefas, como a detecção de doenças hereditárias, que é a identificação de “impressões digitais” genéticas, a construção de árvores filogenéticas (árvores de relação entre espécies), a clonagem de genes (ver adiante), testes de paternidade, exames para detecção de agentes patogênicos e etc.

Em quem pode ser aplicada:

O PCR encontra sua principal aplicação em situações onde a quantidade de DNA disponível é reduzida. Em teoria, é possível amplificar qualquer DNA. Uma das principais aplicações do PCR é na medicina forense, onde pequenas amostras de DNA retiradas da cena de um crime (pedaços de cabelo, gotas de sangue ou saliva, pedaços de pêlo ou até mesmo a minúscula quantidade de DNA deixada em uma impressão digital) são amplificadas para serem analisadas pelo método de fingerprinting. O PCR também é rotineiramente utilizado em procedimentos científicos de Biologia Molecular como amplificação para gerar mutagênese, detecção de mutações ou preparação de fragmentos de DNA para clonagem (inserção em plasmídeo, por exemplo) como também pode ser utilizado para identificação de patógenos que estão presentes em amostras como por a exemplo identificação de agentes como Cândida sp, Chlamydia trachomatis, HPV Vírus do papiloma humano e seus genótipos, HBV Vírus da Hepatite B. etc O PCR também é utilizado na paleontologia para o sequenciamento genico de animais pré-históricos.

PROCEDIMENTOS

A Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) é um método muito sensível de análise e por isso é realizado com muito cuidado para evitar contaminações que possam inviabilizar ou tornar errôneo o resultado. Em primeiro lugar, deve-se extrair o material genético da célula ou outro material a ser estudado (exemplo: vestígios de crimes) sem danificá-lo. Normalmente o material extraído é o DNA (ADN), mas pode-se trabalhar com o RNA (ARN) em uma RT-PCR que é um desdobramento da PCR e possui outras aplicações. Depois de extraído o DNA, a este é adicionada uma mistura (também conhecida como pré-mix) que contém os dNTPs (desoxirribonucleotídeos trifosfatos), que são as bases nitrogenadas ligadas com um três fosfato, os primers também chamados de oligonucleotídeos (ou iniciadores) e a enzima DNA polimerase em uma solução tampão. Toda esta mistura é colocada no termociclador, o qual faz ciclos de temperatura pré-estabelecidos com tempos exatos específicos para cada reação (fragmento a ser amplificado).

Na primeira etapa do ciclo a temperatura é elevada de 94 a 96°C por pouco tempo para que haja a separação da dupla cadeia de DNA (Desnaturação). Na segunda etapa, a temperatura é reduzida entre 50 a 60°C dependendo da quantidade de C e G encontrada no primer, para que os primers se anelem (pareiem) com a fita molde de DNA (anelamento). Na última etapa do ciclo a temperatura é elevada a 72°C para que a enzima possa funcionar sintetizando a nova molécula (extensão), em seguida um novo ciclo é iniciado. Normalmente são realizados de 25 a 40 ciclos para cada reação na qual a taxa de replicação é exponencial 2ciclos

O resultado é analisado através de uma eletroforese em gel de agarose ou de poliacrilamida e depois é interpretado com a ajuda de um profissional competente.

Termociclador, Aparelho utilizado para realizar uma PCR

 

Fonte: Wikipedia.org

Post by: Alzira Farias

Beijos.

Ps: Gente, o segundo turno está chegando, mais uma vez o BioGalera, pede: VOTEM COM CONSCIÊNCIA! NO PRÓXIMO DIA 31 DE OUTUBRO ESTAREMOS COLOCANDO NAS MÃOS DE ALGUÉM O FUTURO DO NOSSO PAÍS! Pensem nisso e façam valer os seus direitos como cidadãos.


Os mais impressionantes insetos do mundo

25/10/2010

Olá Bioleitores, mais uma vez por indicação de minha amiga e quase prima baiana, Érica Misan, postarei para vocês uma toplist dos insetos mais impressionantes do mundo. Para quem não gosta de insetos, após esse post, das duas uma: ou sairá daqui amando-os ou gostando menos ainda, porque garanto uma coisa a vocês, eles são bem exóticos, rsrs.

O entomologista Richard Jones reuniu no livro Extreme Insects 150 insetos com características especiais, entre eles o mais brilhante, o mais pontual, o mais cabeludo, o mais empanturrado e o mais afrodisíaco.

Os insetos representam três quartos de todas os animais identificados na Terra e, apesar do tamanho pequeno, tem uma enorme importância. Com exceção das calotas polares, todos os ecossistemas terrestres são colonizados por eles.

O livro publicado pela editora Harper Collins traz fotos impressionantes e informações curiosas sobre espécies como a mariposa Stauropus fagi, cuja lagarta parece uma lagosta e é considerada o inseto mais feio do mundo.

O besouro fantasma Asbolus verrucosus é descrito pelo entomologista como o objeto mais branco encontrado na natureza, muito mais branco que dentes ou leite. A cor do besouro serviria de camuflagem quando o inseto está sobre o fungo do qual se alimenta.

Outro besouro que ganhou espaço no livro foi o Lytta vesicatoria, conhecido por suas características afrodisíacas desde os tempos da Grécia e Roma antigas. Suas secreções contém a substância cataridina, que causa ereções prolongadas, mas também pode levar à morte. Uma dose fatal pode ser extraída de um único espécime.

Na publicação, o inseto classificado como o mais empanturrado do mundo é a formiga pote-de-mel. Ela acumula néctar no abdômen, que incha de forma impressionante. A reserva de alimento é uma forma de lidar com as dificuldades de se viver no deserto.

O livro também dá destaque para o inseto com a mais incomum forma de expansão de território: o mosquito Aedes albopictus, transmissor da dengue. Ele se espalhou do Sudeste Asiático para a América do Sul e África através do comércio de pneus usados. Os pneus acumulam água da chuva, onde os mosquitos se procriam.

O autor buscou identificar as estranhas maneiras em que a forma e a função dos insetos se adaptam para lidar com as pressões extremas da luta pela sobrevivência em um mundo perigoso e competitivo.

O inseto mais feio do mundo.

A lagarta da mariposa ‘Stauropus fagi’, que parece uma lagosta  é considerada o inseto mais feio do mundo.

O inseto mais branco do mundo.

O inseto mais branco: O besouro fantasma ‘Asbolus verrucosus’ é o objeto mais branco encontrado na natureza. A cor serviria de camuflagem quando o inseto está sobre o fungo do qual se alimenta.

O inseto mais gorducho do mundo.

O inseto mais empanturrado: As formigas pote-de-mel acumulam néctar no abdomen, que incha de forma impressionante. É uma forma de explorar suas imprevisíveis fontes de alimento.

O inseto que fica mais tempo como larva.

O inseto com o mais longo período larval: O besouro ‘Buprestis aurulenta’ fica nesse estágio, em geral, por dois a quatro anos, mas já foi encontrada uma larva deste besouro com 51 anos.

O inseto mais pescoçudo da natureza.

O inseto com o maior pescoço: O macho do besouro girafa (‘Trachelophorus giraffa’) usa seu longo pescoço em rituais de acasalamento. Já a fêmea usa o pescoço para cortar e enrolar folhas em forma de charuto, para então colocar ovos dentro dele.

O inseto fonte de luz.

O inseto com a maior geração de luz: O besouro ‘Pyrophorus noctilucus’ gera luz comparável à de uma vela, mas apenas 1-80 mil avos do calor gerado por uma vela.

Abelha cheia de pêlos.

O inseto mais peludo: As abelhas ‘Bombus terrestris’ tremem para criar calor metabólico suficiente para voar, mas uma vez no ar, a cobertura ‘peluda’ destes insetos ajuda a protegê-los do frio.

Transparência Natural

O inseto com as asas mais transparentes: As borboletas com asas de vidro são encontradas em todo o mundo, mas nas florestas tropicais, suas asas fazem com que elas pareçam invisíveis quando estão pousadas em folhas ou flores.

O inseto mora ao lado.

O inseto com a mais incomum forma de expansão de território: o mosquito ‘Aedes albopictus’, transmissor da dengue, se espalhou do sudeste asiático para a América do Sul e África através do comércio de pneus usados. Os pneus acumulam água da chuva, onde os mosquitos se procriam.

Poderoso afrodisíaco para os homens.

O inseto com o mais poderoso afrodisíaco humano: O besouro ‘Lytta vesicatoria’ tem secreções que contêm a substância cataridina, que causa ereções prolongadas, mas também pode levar à morte.

Inseto explosivo.

O inseto mais explosivo: O besouro bombardeiro armazena substâncias químicas instáveis em glândulas abdominais. Se ameçado, ele pode liberar até 20 nuvens quentes e ardentes.

Evoluindo bem e sempre.

O inseto com o melhor exemplo de evolução: As traças da espécie ‘Biston betularia’ são mais escuras em áreas poluídas e mais claras em florestas com ar mais puro.

Salve, escaravelho!

O inseto mais reverenciado: Os escaravelhos sagrados, adorados no Egito antigo, fazem uma bola de excremento, na qual põem o ovo, e a enterram. Os filhotes se alimentam dela quando nascem.

Confusão em forma de inseto.

O inseto mais confundido: A borboleta ‘Junonia villida’ intrigou e confundiu naturalistas por 200 anos. Ela é original da Oceania, mas teria sido capturada diversas vezes no Hampstead Heath, em Londres. A confusão foi causada por erros na identificação da espécie.

O inseto mais comido por humanos.

O inseto mais comido por humanos: O pigmento produzido pela fêmeas da cochonilha (‘Dactylopius coccus’) é usado para colorir alimentos, cosméticos e roupas desde os tempos dos impérios Maia e Asteca.

Inseto que é raridade.

O inseto mais raro: O ‘Megadytes ducalis’, com 5 cm de comprimento, é o maior besouro-de-água já encontrado. No entanto, há um único espécime no mundo, que está no Museu de História Natural de Londres.

 

Fonte: http://www.verde.br.msn.com ( Msn Verde )

Todos os créditos, mais do que merecidos ao escritor do livro, o entomologista Richard Jones. Que fez um trabalho bárbaro, juntando todos esses insetos extraordinários em seu livro; e pelas fotografias incríveis de cada um! Eu realmente adorei.

Boa semana, beijos.

Post Alzira Farias.


What’s Global Warming? Parte II

24/10/2010

O que tentei mostrar na Parte I do “What’s Global Warming”, não foi um discurso emocionado de um estudante de biologia que está percebendo que alguma coisa está errada no nosso planeta e que está tentando salvar uma meia dúzia de ursos polares. Antes fosse verdade, mas não é bem isso que acontece.

Todos os dias nós vemos diversas reportagens, algumas falam que o aquecimento global é uma tolice inventada por alguns países tentando frear o crescimento de algumas nações; outros conseguem ser mais criativos, ao ponto de afirmar que essas mudanças já existiam e só somos (biólogos, ambientalistas, etc.) um bando de loucos que ficam brigando por vidas de animais, na visão deles, sem muita importância.

Temos dados, evidências, estatísticas, etc. que essas alterações climáticas não são comuns e a prova disso é a catástrofe que aconteceu no sul do Brasil no final de 2004 onde um ciclone extra tropical de núcleo frio ao entrar em contato com as águas quentes do nosso oceano ganhou força e velocidade causando imensas percas materiais e principalmente humanas, pois apesar dos esforços três pessoas morreram e 75 ficaram feridas, fora as milhares de pessoas que perderam praticamente tudo. Galera não tinha registros de furacões no atlântico sul, porém já fora alertado dois anos antes da catástrofe que devido ao aumento da temperatura ou “em bom português: aquecimento global” desastres como esse poderiam acontecer.

O “bacana” é que diversos governantes, incluindo o governo brasileiro não deram muita importância para isso. E qual o resultado disso: “Katrina, Catarina, enchentes, secas, etc. Aqui um quadro com os “desastres naturais” ocorridos nos últimos 10 anos. Seria legal que reflitam sobre as localidades e o número de mortos!

Ano Catástrofe Localidade Mortos/mil
1998 Tsunami, enchentes, furacão e terremoto África, America do sul e Ásia 27,8
1999 Terremoto, ciclone e enchentes America do sul e Ásia 48,1
2001 Terremoto America do sul e Ásia 20,8
2002 Terremoto Ásia 2,5
2003 Terremoto e onda de calor África, Ásia e Europa 79,8
2004 Tufão, enchentes e tsunami Ásia, America central 5,35
2005 Enchentes, furacão e terremoto Ásia, America do Norte e central 85,1
2006 Chuvas, terremotos e enchentes Ásia 6,9
2007 Onda de calor e terremoto Europa e América do sul 1,1
2008 Ciclone e terremoto Ásia 110,4

Será que todas essas mortes não poderiam ser evitadas, ou melhor, será que as próximas milhares de mortes não podem ser evitadas? É fácil não dá importância quando dentre os afetados não estão nossos amigos, parentes, filhos, etc. O que eu estou tentando dizer é que se não tomarmos providencias essas calamidades tendem a aumentar e fatalmente poderão nos atingir indiretamente ou diretamente.

Tsunami

Meus pais estão cansados de dizer, Poxa Kássio! Antigamente não era tão quente assim e o inverno não era tão rigoroso, agora se tem rompimento de barragens, desmoronamentos, tempestades horríveis. E os pássaros? Onde estão eles? Eu costumava ver espécie tal por aqui, agora existem tantos mosquitos, etc. Agora pergunto a você: alguma vez seu pai, amigo, alguém mais velho já fez questões parecidas a você ou a si mesmo? Aposto que sim e isso é uma prova, através do conhecimento popular, que as coisas não estão andando como deviam.

Urso polar procurando lugar seguro, já que o gelo está derretendo

Fazer nossa parte é o primeiro passo: Vamos evitar sacolas plásticas e substituí-las por aquelas sacolas usadas antes do advento do plástico, caso não possível evitar ao máximo elas; Reciclar o lixo Biogalera, mas Kássio não tem coleta na minha rua ou cidade, o que devo fazer? Simples gente, que tal ir pela primeira vez na câmera municipal ou prefeitura e reivindicar o seu direito de ter o lixo reciclado? Legal né, além de deixar a sua cidade limpa você estará dando uma enorme contribuição para o planeta. Outro ponto interessante quanto a isso é por o lixo na rua no horário que a coleta passa na sua rua, com isso você evita atrair animais como ratos, serpentes, urubus, etc.

Que tal dá carona? Hum? Você deve está se perguntando: mas com isso pode ajudar em algo? Biogalera o Brasil é um dos países com maior frota de carros, sendo, portanto um dos mais poluentes do mundo e só a questão de curiosidade os automóveis são os segundos maiores responsáveis pela poluição do ar no nosso país.

É muito importante reciclar!

Muito legal, mas essas são apenas algumas atitudes que a gente deve ter como amante do nosso planeta e isso é um passo gigantesco para melhorar o estilo de vida de todos nós e consequentemente contribuir para equilíbrio ecológico. Porém os principais poluentes são as indústrias e aí? Como posso lutar contra empresas fortes como essas? Aí entra o tal do voto, esse ano nós tivemos uma das candidatas a presidência que tinha uma proposta de desenvolvimento sustentável, no caso a candidata Marina Silva. Mas o que é isso? A grosso modo é simplesmente crescer sem destruir, ou seja, dá pra ter um país rico, desenvolvido preservando nossas reservas, mas na prática como funciona isso? Que tal dá incentivos fiscais para as empresas que têm como matéria prima madeiras retiradas de áreas reflorestadas; empresas que têm preocupação ecológica; que apóiam pesquisas biológicas em pró da mesma e do desenvolvimento do país; empresas que utilizam de material reciclado como a Gooc faz com sandálias de pneu reciclado; dentre outras.

Nossa! Ficou fácil melhorar nosso país e essas são apenas algumas das idéias de desenvolvimento sustentável, porém infelizmente a maioria da população está interessada em ver Copa do mundo, Olimpíadas, aumento de salários gigantesco, mesmo “sabendo” que o dinheiro desses salários vem do aumento de impostos, etc. Essa eleição de segundo turno infelizmente me deu nojo de ver. Temos dois candidatos fixados em “crescer o país” com propostas absurdas, ludibriando a população com programas sociais e melhorias individuais. E o mais triste, os dois parecem duas crianças brigando por um doce: um acusa o outro de diversas irregularidades, outro afirma que os aliados dele são corruptos, etc.

Mas essas eleições tiveram seu ponto positivo! Milhões de brasileiros estão preocupados com os problemas biológicos e sociais ocorridos no Brasil. Mais precisamente 20 milhões.

Desenvolvimento sustentável!!!

Cabe a nós lutar por melhorias, já que independentemente do novo presidente o Brasil ainda continuará com a mesma mentalidade antiga de desenvolvimento não se preocupando com nossas riquezas ambientais.

Muito obrigado por lerem e What’s global warming é um tema tão interessante que em breve está vindo a parte III falando sobre algumas consequências e o futuro do planeta!

By Kássio Castro

Fonte: http://veja.abril.com.br/especiais_online/desastres_naturais/; http://www.gooc.com.br/homepage.aspx,

Belezas Naturais do Piauí

19/10/2010

Bom gente, hoje 19 de outubro de 2010, é dia do Piauí. Pra quem ainda não sabe, nós escritores do biogalera, somos residentes deste estado. Hoje assistindo a um canal local, pude ver várias homenagens a ele e uma delas me tocou profundamente. Ela mostrava as belezas naturais que o estado possui, e me desculpem a falsa modéstia, não são poucas. Se a respeito do que falam pelo Brasil a fora, o Piauí é um estado pobre em educação, saneamento e saúde (coisas que deveriam ser reivindicadas pelos nossos representantes, que assim como  a maioria dos representantes de outros estados, não desempenham sua função com competência) ele é rico em hospitalidade, vontade de mudança e belezas naturais. O turismo no estado cresceu absurdamente de uns tempos pra cá , e é ele um dos principais responsáveis pela movimentação da economia do estado. Quem nunca veio passar férias no Piauí? Se não veio, após ler este post garanto que pensará duas vezes antes de viajar para outro lugar nas férias que não seja o Piauí.

Em vermelho o estado do Piauí

Piauí é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Está localizado a noroeste da região Nordeste e tem como limites o oceano Atlântico (N), Ceará e Pernambuco (L), Bahia (S e SE), Tocantins (SO) e Maranhão (O e NO). Ocupa uma área de 251.529 km² (pouco maior que o Reino Unido) e tem 3.032.421 habitantes. Sua capital é a cidade de Teresina.

Eu poderia passar horas falando de tudo de bom que o estado possui, mas o post ficaria imenso e vocês entediados. Como dizem que uma foto fala mais que mil palavras, colocarei as fotos com uma breve descrição e deixarei que vocês tirem suas conclusões ok?

Vista aérea da cidade de Parnaíba

  • Parnaíba é segundo município mais populoso do Piauí, perdendo apenas para a capital Teresina. É um dos quatros municípios litorâneos do Piauí. E é a cidade que nós moramos.

Lagoa do Portinho

  • Cercada de dunas que se movimentam com a ação dos ventos, a Lagoa do Portinho é um dos mais belos cenários da natureza turísticas Piauiense. Suas águas escuras contrastam com as areias brancas, a vegetação e um Olho Dágua surge para dar vida à lagoa. Ideal para a pratica de esportes náuticos, como o Jet Ski e o Windsurf, a Lagoa do Portinho possui em suas margens barzinhos aconchegantes e uma Colônia de Férias com opções de hospedagem, alimentação, entretenimento e passeios de barco.

Usina Eólica na praia Pedra do Sal

Vista aérea da praia Pedra do Sal

  • A Pedra do Sal é dividida em duas partes: o lado Manso e o lado Bravo. O lado Manso tem poucas ondas, é de baixa movimentação e boas condições para pescaria e descanso. O lado Bravo é útil para esportes radicais como surf e asa delta. É a mais frequentada por turistas.

Delta do Parnaíba

Vista aérea do Delta do Parnaíba

  • Delta do Parnaíba está situado entre os estados brasileiros do Piauí e do Maranhão. É o único das Américas e um dos únicos do mundo em mar aberto. Formado pelo Rio Parnaíba, que tem 1.485 km de extensão, o delta do Parnaíba abre-se em cinco braços, dos quais quatro no Maranhão e apenas um no Piauí, envolvendo mais de 70 ilhas fluviais. Sua paisagem exuberante, cheia de dunas,mangues e ilhas fluviais, garante o cenário paradisíaco dessa região do Piauí e Maranhão.

Parque Nacional de Sete Cidades

Parque Nacional da Serra da Capivara

  • Sete Cidades – É de uma beleza exuberante, suas várias formações rochosas de diversos nomes, tamanhos e formas, algumas muito altas, lembram castelos, edifícios, muralhas, pessoas, animais, mapas e objetos, é um mundo em pedras, além de maravilhosos banhos (riachos, piscinas naturais) e uma linda cachoeira, pode-se encontrar também uma grande variedade de animais silvestres e inscrições rupestres de origem desconhecida.
  • Serra da Capivara – Patrimônio Cultural da Humanidade – UNESCO. Contém a maior quantidade de pinturas primitivas sobre rocha do mundo. Estudos científicos confirmam que a Serra da Capivara foi densamente povoada em períodos pré–históricos. Os artefatos encontrados apresentam o registro do homem há 50.000 anos.

E outros lugares lindos como a praia de Macapá, a praia de Barra Grande, Cachoreira do Urubu, entre outros.

 

Praia de Macapá - Piauí

Praia de Barra Grande

 

Post by: Alzira Farias

Fonte: Wikipédia, Istoepiaui.blogspot.com (colunista Antonio de Deus), deltadoparnaiba.com.br (Morais Brito – Viagens e Turismo)

Beijos.

O PAS de Marina Silva será revisto pelo governo

16/10/2010

Ao ler essa matéria, fiquei muito triste e fiquei ainda mais triste por saber que uma mulher do histórico e a capacidade da Marina Silva não teve votos o suficiente para concorrer ao segundo turno.Enfim essa historia de política é muito individual e não quero fazer aqui demagogias sobre qual candidato é melhor para governar nosso pais.Mas eu particularmente já estava em um dilema sem saber para quem votar(Por pura falta de opção é claro)agora mais do que nunca estou  decidida em anular meu voto para o 2º turno.Enfim a matéria fala sobre a PAS feita pela ex-ministra Marina Silva que agora simplesmente vai ser “reformulada”pelo novo governo.

Leia a matéria!

Ministros criticam proposta de ex-ministra, considerada “preservacionista”.Mudanças vão incluir a presença de militares, projetos de mineração e hidrelétricas, além de rever terras indígenas.

Principal legado de Marina Silva no Ministério do Meio Ambiente, o PAS (Plano Amazônia Sustentável) será revisto pelo governo. Sua nova versão deverá incluir projetos de mineração, defesa e grandes hidrelétricas.

A reforma no plano começou a ser debatida ontem em um seminário organizado pela SAE (Secretaria de Assuntos Estratégicos).


O momento não poderia ser pior politicamente: o PT e o governo tentam atrair a candidata derrotada verde e seus 20 milhões de eleitores para a campanha de Dilma Rousseff no segundo turno.
O PAS é um ponto sensível para Marina: construído durante três anos, ele deveria dar as diretrizes para o desenvolvimento da região. Marina costumava se referir ao plano como seu “filho”.
Quando decidiu lançá-lo, em maio de 2008, o presidente Lula entregou sua execução à SAE, então chefiada por Mangabeira Unger, alegando que Marina não era “isenta”. Foi o estopim da demissão da ministra.

A SAE, porém, nunca colocou o plano em prática. Além de não ter “porte” para executá-lo, como admitiu ontem, a secretaria considera o PAS genérico. “Sou defensor de metas concretas”, disse ontem o ministro Samuel Pinheiro Guimarães.

“O plano é muito preservacionista”, afirmou Maria Amélia Enríquez, assessora do Ministério de Minas e Energia que participou de um dos painéis do seminário.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que abriu o seminário, criticou o excesso de preservacionismo na política ambiental.(Acho isso um absurdo,se a ministra do meio ambiente fala uma coisa dessa,então…)

“O debate sobre questões ambientais tem uma demanda não só da economia de baixo carbono, mas tem de ter uma visão de desenvolvimento sustentável de natureza estratégica para o Brasil.”

“Nós precisamos rever o PAS”, afirmou o secretário-executivo da SAE, Luiz Alfredo Salomão. “Não porque tenha erros, mas tem lacunas que precisam ser preenchidas e atualizadas.”
Uma das “lacunas” é a presença dos militares. Eles foram excluídos do plano de Marina e não concordam com certos princípios defendidos pela ex-ministra, como grandes terras indígenas contínuas em fronteiras.
“Nós aprendemos que não pode haver desenvolvimento sem a defesa estar assegurada”, afirmou Salomão.
Outra lacuna são energia e mineração. O PAS original critica a atividade mineradora, afirmando que ela “não impulsiona políticas de desenvolvimento endógeno”.
Já o governo quer ampliar a exploração do potencial mineral da Amazônia.
Isso inclui a montagem de um polo petroquímico em Manaus, que use o gás natural de Urucu e o potássio de jazidas que a Petrobras possui em Nova Olinda (AM).

“O Amazonas é o terceiro produtor de hidrocarbonetos do país e não é possível que essa riqueza não seja colocada a serviço do desenvolvimento “, disse Salomão.
Ele lembrou que as hidrelétricas do Madeira e do Xingu não estavam em construção quando o PAS foi lançado, nem estavam previstos investimentos de US$ 22 bilhões em mineração, que incluem a duplicação da produção de ferro em Carajás.

Fonte: Jornal Folha de SP, 14/10

 

Destaquei as frases mais horrorosas do texto e me despeço dizendo:Afinal,o que esses políticos querem fazer do nosso país?

Enfim se fossem elaboradas boas leis eu ate ficava calada,mas o que eles querem fazer ao meu ver é de uma total idiotice e ignorância.Para que mexer em um projeto tão grandioso e lindo como o de Marina?Enfim acho que as novas medidas são péssimas.

E estava vendo outros blogs e também achei blogueiros que como eu não gostaram da noticias e um deles falou muito bem do assunto:“O Brasil está involuindo no quesito legislação ambiental??? Essas mudanças propostas no Plano Amazônia Sustentável (PAS) me cheiram muito mal. Que tal mudar para PAI ( Plano Amazônia INsustentável)?????”

Post By:Jacqueline Araújo!!

Bom fim de semanas a todos!

Eleições com sustentabilidade

12/10/2010

Olá amigos Bioleitores,hoje vim aqui postar para vocês uma matéria super bacana e que tem tudo a ver com o momento que estamos vivendo hoje.Resolvi postar para vocês a reportagem inteira pois acho que ela realmente falou tudo que eu penso sobre este momento.Então por favor leiam com atenção e reflitam…

ANALISTAS POLÍTICOS experientes vêm apontando uma obviedade absoluta em relação ao segundo turno das eleições: graças à espetacular escalada da senadora Marina Silva nos últimos dias da campanha para o primeiro turno, o tema “meio ambiente” ganhou uma dimensão muito significativa, devendo ocupar grande espaço nas plataformas dos dois candidatos à Presidência da República.
É bem verdade, como também apontam os especialistas, que a votação da senadora deveu-se mais a ela mesma do que ao tema em si, uma vez que candidatos destacados de seu partido fracassaram nas eleições para o governo de diversos Estados. Marina teve um discurso à frente do tempo dos concorrentes.

Mas a questão da sustentabilidade é hoje uma unanimidade universal: não há um terráqueo que não se preocupe com o aquecimento global, com a preservação dos recursos naturais, especialmente a água. Este ótimo discurso atraiu a juventude idealista e a enorme parcela de eleitores insatisfeitos com a performance dos demais candidatos.
Portanto, a senadora terá papel preponderante na campanha, e a temática ambiental também, sobretudo pelo amplo debate que se estabelecerá. É um importante avanço para a sociedade brasileira e nos colocará na vanguarda global quanto ao assunto, mormente quando o mundo se prepara para a retomada das conversas frustradas da COP-15.
E, com certeza, dois aspectos serão destacados no cenário nacional: o desmatamento da Amazônia e o papel da agropecuária no desenvolvimento do Brasil.
A própria revisão do Código Florestal em andamento no Congresso Nacional será, de alguma forma, permeada pelo novo patamar do tema ambiental, que, escoimado de radicalismo, ideologias ou paixões, possibilitará a construção de um projeto de desenvolvimento sustentável para o país, exatamente a partir de políticas que qualifiquem o agronegócio.
Além da redução do desmatamento, é preciso ver o outro lado, o que se tem feito no país em relação às florestas plantadas.
O Brasil já é um dos maiores plantadores de florestas do mundo. Seja para atender à demanda da indústria de papel e celulose, seja para a simples recuperação de áreas degradadas, temos hoje 6,3 milhões de hectares plantados com florestas, e 100% da produção de papel e celulose vem desse setor: não se derruba uma só árvore nativa para isso.
Aliás, o Brasil é o quarto maior produtor mundial de celulose e o nono maior de papel, crescendo em ambos os segmentos graças à enorme competitividade, determinada exatamente pela plantação de florestas em nosso imenso território.
É interessante o fato de que, além de plantar quase toda essa área, o setor de celulose e papel mantém 2,9 milhões de hectares de florestas nativas para preservação, recuperação e estudos da biodiversidade.
Cerca de 2,7 milhões de hectares são certificados pelo FSC (Forest Stewardship Council) e pelo Programa Nacional de Certificação Florestal.
E os programas de parceria florestal desenvolvidos pelo segmento de papel e celulose têm um aspecto social relevante: são mais de 20 mil pequenas e médias propriedades rurais abrangidas, gerando 600 mil empregos diretos e indiretos. As florestas plantadas absorvem 1 bilhão de toneladas de CO2 da atmosfera por ano!
Vale a pena, enfim, revelar esse aspecto pouco conhecido da agricultura brasileira. Porque os demais setores são mais notórios, especialmente o dos grãos.
Nunca é demais repetir que nos últimos 20 anos a área plantada com grãos no Brasil cresceu 25%, e a produção, 157%, o que significa uma “economia” de 42 milhões de hectares de florestas ou cerrados.
Ou que a emissão de CO2 da cadeia produtiva de cana (cujo aumento de produtividade desde o início do Proálcool também preservou 5 milhões de hectares), é apenas 11% da emissão de CO2 da gasolina.
São dados importantes para o debate que se dará oportunamente na campanha para o segundo turno: é a sustentabilidade nas eleições.

ROBERTO RODRIGUEScoordenador do Centro de Agronegócio da FGV, presidente do Conselho Superior do Agronegócio da Fiesp e professor do Departamento de Economia Rural da Unesp -Jaboticabal.

Fonte:blog Pensar Eco

(http://pensareco.blogspot.com/)

Post by Jacqueline Araújo!

Galera a  votação esta chegando e por favor votem com consciência e inteligência,afinal estaremos votando em uma pessoa que ira governar nosso país por 4 anos,e quatro anos não são quatro dias.Pensem nisso!

Ah para quem não ficou claro essa reportagem é do Roberto Rodrigues…simplesmente fantástica a matéria gostei muito mesmo.

E boa semana para todos!!!