África do Sul 2010: Aspectos verdes e não tão verdes do futebol

Hoje li uma matéria muito interessante sobre o efeito de uma copa para o meio ambiente… Bom e como  estamos” VIVENDO COPA” resolvi colocar essa matéria para vocês.

Com o início do Mundial de Futebol da África do Sul, a febre esportiva chega ao máximo nos países latinos. É o primeiro torneio no continente africano e ele traz impactos positivos negativos.

Para a África do Sul, trata-se de uma fonte de lucros e uma possibilidade de desenvolvimento sem precedentes, com milhares de pessoas viajando pelo país e deixando divisas no consumo de produtos e serviços. Mas para o meio ambiente, o evento representa um aumento de pressão no consumo de recursos como água e energia, além de toneladas de emissões de gases do efeito-estufa geradas pelos vôos ao redor do planeta.

Qual é o impacto ambiental da Copa e que ações foram tomadas para amenizá-lo?

De acordo com um relatório intitulado Estudo de Viabilidade para uma Copa do Mundo Neutra em Carbono na África do Sul 2010, citado pelo GMO Jornal, a edição deste ano do mundial de futebol terá uma pegada de carbono oito vezes maior que a da realizada na Alemanha em 2006, e mais do que o dobro do impacto das Olimpíadas de Pequim de 2008.

Calcula-se que o torneio produzirá mais de 2,7 toneladas de emissões de gases do efeito-estufa, tornando-se o evento esportivo mais poluidor desde o início do registro de emissões. O transporte internacional será responsável pela grande maioria das emissões: cerca de 67%. As demais estão relacionadas ao uso de energia, hospedagem de pessoas, construção de estádios e consumo de energia nos mesmos.

Uma das razões para a pegada maior de carbono é o transporte deficiente da África do Sul, fazendo com que as equipes e assistentes tenham de voar entre as diferentes partidas, e obrigando o público dos jogos a usar mais carros e ônibus (em vez de, por exemplo, trens e metrôs) dentro das cidades.

No entanto, o evento também é uma oportunidade para as cidades tomarem iniciativas verdes. Por exemplo, na Cidade do Cabo e em vários aeroportos internacionais das cidades que abrigarão os jogos, foram instalados mais de 1200 recipientes para materiais recicláveis. Além disso, as cidades plantaram milhares de árvores e criaram novos espaços verdes.

Por outro lado, mais da metade das equipes de futebol que participam da Copa se comprometeram a compensar suas emissões de carbono apoiando um dos três projetos escolhidos pela UNEP (Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas) para este fim. Da América Latina, Argentina, Brasil, Chile e Uruguai participam da iniciativa.

Marcas como Nike, Puma e Coca Cola já fizeram sua contribuição; a primeira fabricou camisetas de materiais reciclados para suas equipes, a segunda compensou as emissões de carbono da equipe anfitriã da Copa, e a terceira está promovendo a reciclagem nas escolas.

Enumerar estas iniciativas dá um sabor mais doce ao evento, mas não se pode esquecer que estes torneios envolvem grandes negócios baseados no consumismo, que pouco tem a ver com sustentabilidade.

Será que a África do Sul passará no teste verde? A existência destes eventos vale à pena, apesar de seu impacto? Qual é a sua opinião?

FONTE:BLOG DESCUBRA O VERDE

BY:JACK ARAÚJO !!!

Anúncios
Explore posts in the same categories: Ecologia

Tags: , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: