Golfinhos poderiam ajudar náufragos a se salvarem?

Lendas que circulam desde a antiguidade e relatos recentes sugerem que os golfinhos podem de fato ajudar a salvar vidas humanas. Em resposta a nosso leitor, um zoólogo da Fio cruz explica o comportamento altruísta desses cetáceos.

Assim diz a lenda. Mito ou verdade. Enfim  essa é uma pergunta que se repete por séculos e séculos. Desde a Antiguidade até os dias atuais são muitos os relatos de pessoas que teriam sido salvas em situação de naufrágio. Na Grécia antiga, um golfinho salvou o poeta Arion do afogamento e o levou em segurança até uma praia ao sul da Península de Peloponeso. Por essa razão, é famosa a estátua de Arion cavalgando um golfinho.

Pelos quatro cantos do mundo, assim como o povo do Laos, país do sudeste asiático, e também para os ribeirinhos amazônicos, os golfinhos ou botos podem ajudar a salvar náufragos em mar aberto ou nos rios.

Para alimentar ainda mais essa história, duas situações muito recentes sustentam a dramaticidade desses relatos. Uma baleia beluga salvou uma mergulhadora que se afogava em situação de hipotermia em Harbin, China, e, na Califórnia, Estados Unidos, surfistas foram salvos por golfinhos que afugentaram um grupo de tubarões que os atemorizava.Procurando algumas matérias sobre esse caso descobri que esse  surfista  estava sendo comido por um tubarão quando dois golfinhos surgiram  não se sabe de onde, e o escoltaram para a praia, onde ele pode ser atendido. O jovem só sobreviveu porque os golfinhos se meteram entre ele e o tubarão que já havia dado uma bela dentada nele, arrancando uma grande quantidade de pele das costas do surfista.

 

Os golfinhos são  mamíferos de sangue quente, como nós, e respiram o ar a cada sete minutos.


O cérebro deles é maior e mais complexo que o humano.Seu sonar (sons submarinos) localiza os cardumes de alimento e comunica-se com outros golfinhos numa frequência 10 vezes maior que a humana.

 

Em outro caso, um golfinho salvou uma criança do afogamento. O caso se deu ao sudeste da Itália, quando o jovem Davide Ceci caiu do barco em que estavam seus pais. O menino não sabia nadar e afundou depressa. A mãe do jovem estava desesperada e os homens já se preparavam para pular na água quando surgiu um golfinho sob o garoto, empurrando-o para a superfície. O golfinho se aproximou do barco de tal maneira que o pai do menino conseguiu agarrá-lo e içá-lo para o barco. As pessoas ficaram admiradas com a atitude do golfinho.  Posteriormente, descobriu-se que o animal era Filippo, um animal que era atração turística na costa da Manfredonia, no sudeste da Itália.  Impressionada, a mãe do garoto disse aos jornais: “O golfinho Filippo é um herói, parece impossível um animal ter feito algo assim, a sentir o instinto de salvar uma vida humana”.

O golfinho Filippo viveu nas águas Manfredonia desde que ele se separou de seu grupo. A Dra Giovanna Barbieri, pesquisadora marinha disse que  “Filippo parece não ter o menor medo de humanos”.

Mas como eu já comentei não  são apenas os golfinhos que salvaram humanos. As baleias também já fizeram isso. Um dos casos mais emblemáticos é o da baleia que salvou o mergulhador.  A cena se passou na China, num aquário oceanográfico. No dia em questão, havia um concurso de mergulho sem equipamento. Os mergulhadores tinham que mergulhar na água congelante e atingir a profundidade mínima de seis metros. Um dos participantes do evento mergulhou fundo, mas começou a ter fortes câimbras na perna, devido a água fria.

O jovem pensou que iria se afogar. Suas pernas travaram e ele não conseguia nadar. Foi aí que ele sentiu uma estranha força o empurrando para cima velozmente.

O jovem não entendeu o que estava se passando, mas ele estava sendo salvo por uma baleia.Mila era o nome da baleia, que estava acostumada com a presença de humanos em se aquário, e foi ela que percebeu que havia algo errado com o mergulhador. Mila não esperou para ver o que ia acontecer. Antes que as pessoas pudessem pular no tanque para salvar a vida do jovem ela mesmo resolveu tudo. Agarrou de leve com a boca na perna dele e nadou para cima. A cena foi registrada em fotos e video.

Diante desses fatos ….não há muito o que falar eu acredito plenamente na capacidades principalmente de golfinhos de salvarem seres humanos em situaçoes adversas.Enfim é uma opinião minha….Em contrapartida, o ser humano tem contribuído muito pouco para o bem estar desses pobres animais.

 Todos os anos, em alguns países nórdicos, no Japão, e vergonhosamente para nós, até no Brasil. No Japão e na Dinamarca existe uma matança generalizada de golfinhos e baleias. Nestes dias, barcos pesqueiros empurram grandes cardumes para a costa, quando pessoas de todas as idades os matam a machadadas.Nas Ilhas salomão o vergonho espetáculo se repete, mas com maior impacto. Lá a morte acontece da mesma forma mas sobretudo crianças, são instruídas na carnificina pelos próprios pais. Elas são ensinadas a matar os animais com foices e machadadas. Para elas, isso é uma coisa banal.

Eu acho isso um fato totalmente lamentavel e sinto um sentimento de indiginaçao com essas pessoas ,pois elas fazem como um ato de diversão e para piorar ainda incentivam as crianças a fazerem o mesmo.Como esses animais vão poder se defender no futuro se as próprias crianças aprendem e se divertem a fazer isto.Enfim nem gosto muito de ver ou falar sobre isso,mas acho que as pessoas devem se conscientizar de que as coisas não podem ser como elas querem esse ato pra mim é inaceitável… O conjunto das cenas é de fazer vergonha ao mais insensível ser humano e nos dá uma clara dimensão de como alguns seres  humanos são estúpidos.

E vocês sabem qual é a razão para o assassinato destes animais?Não?Voces podem ate pensar que seja para as pessoas se alimentarem…pode ate ser mas não é  só o alimento.

 

 Eles são comidos, mas a real justificativa para o massacre de golfinhos é a competição. Os humanos pensam que matando os golfinhos sobrará mais peixe para que eles possam pescar e vender.Sobre isso prefiro nem comentar mais …

Os cetáceos cooperam entre si para a caça e mesmo em momentos de apuro:

O fato é que os cetáceos exibem comportamento altruísta recíproco, ou seja, cooperam entre si para a caça e mesmo em momentos de apuro. Isso poderia explicar os diversos casos notáveis de cooperação intra-especificas em cetáceos quando em situação de risco, também conhecido como comportamento epimelético. Toninhas, botos e golfinhos podem carregar seus parentes ou indivíduos do mesmo grupo mesmo quando já estão mortos. São muitos os casos de golfinhos que viajam por horas ou dias sustentando o corpo de outro golfinho.

No Brasil esse comportamento já foi observado entre toninhas, botos-cinza, golfinhos-nariz-de-garrafa e golfinhos-de-dentes-rugosos. Mas isso pode nos levar a crer que os golfinhos possivelmente tratem os humanos como alguém da sua própria espécie. Dessa forma, podemos acreditar que a lenda está muito próxima da realidade(diz o autor).

 FONTE:Ciência Hoje

By:Jack Araújo

Explore posts in the same categories: Biologia Marinha

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “Golfinhos poderiam ajudar náufragos a se salvarem?”

  1. biogalera Says:

    Gente, que foto tristeee! Que ato deplorável esse de matar os bichinhos! E é mais triste ainda, que um ato desses venha do ser humano, o “bicho” que mais tem inteligência, raciocínio, que sabe distinguir o que é certo do errado! Pra que tanta evolução, pra que tanta inteligência e não saber usá-la? Agora me respondam, um será que é a racionalidade que torna o homem melhor/mais evoluido que os os outros seres? Eu fico roxaaa de raivaa ;~~ /By Alzira Farias

  2. Ana Says:

    Insto é uma tristeza onde já se viu matar golfinhos e baleias. São uns insenciveis mas será que nao chega lá alguem e mete juizo naquelas toinas doidas mas que doideira.
    só me apetece matalos a eles.

  3. gantz Says:

    eu desejo q esas pessoas q matam golfinhos e baleias quimen no fogo do inferno,ese bando de filho da pu..,merecem a morte


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: